Até quando conviveremos com o lixão?

Segundo a Companhia de Tecnologia e Saneamento Ambiental (CETESB), aterro sanitário é o processo de disposição final de resíduos sólidos, principalmente do lixo domiciliar, baseado em critérios de engenharia e normas operacionais específicas.

Estas normas e critérios permitem a confinação segura do lixo, em termos de controle da poluição ambiental e proteção ao meio ambiente.

Ao contrário do aterro sanitário, os lixões não atendem nenhuma norma de controle. O lixo é disposto de qualquer maneira e sem nenhum tratamento, o que acaba causando inúmeros problemas ambientais.

O lixo a céu aberto atrai ratos que têm a sua capacidade reprodutiva aumentada devido a disponibilidade abundante de alimentos. Esses animais são transmissores de inúmeras doenças, tais como raiva, meningite, leptospirose e peste bubônica.

Outro sério problema causado pelos lixões é a contaminação do solo e do lençol freático, caso exista um no local, pela ação do chorume, líquido de cor negra característico de matéria orgânica em decomposição.

Além disto, estes lugares dão acesso para as pessoas carentes que acabam contraindo várias doenças. Com total omissão social e desrespeito ao ser humano, essas pessoas buscam nos lixões um meio de sobrevivência, ou alimentando-se, ou vendendo entulhos.

Se na sua cidade existe um lixão exija do governo providências imediatas para a solução do problema. Os lixões ferem as normas de Saúde Pública e poluem o meio ambiente. Lembre-se que nós contribuímos com impostos e que é nosso direito ter a nossa saúde assegurada!

Site Saúde na Internet

Além de contaminar nosso lençol freático, o nosso ar também está sendo contaminado com a combustão deste lixo. Na noite de Sábado dia 22/09/2007, nos Bairros Ecologia, Coqueiral, Boa Esperança, Universidade Rural e entre outros, podia-se sentir o cheiro e visualizar a névoa de fumaça que se formou devido à combustão permanente de lixo no lixão.

Após reportagem do RJTV na Baixada no dia 17/05/2007 a Prefeitura de Seropédica comunicou que havia enviado um projeto ao Governo Federal e Estadual, mas até hoje nada foi feito!

Será que ninguém vê a situação em que se encontra o meio ambiente? Será que ninguém vai tomar providências para acabar com este lixão? Será que ninguém pensou em criar uma usina de processamento de lixo ou ampliar a já existente ou criar a coleta seletiva? Ou será que teremos que sofrer com doenças respiratórias, conviver com ratos e suas doenças ou até mesmo ficarmos sem água potável, para que nossos governantes abram os olhos?

Vamos pensar mais em nossa cidade, em nossos filhos e no Meio Ambiente, ao invés de fazer festinhas de inauguração disso ou daquilo!

Deixe uma resposta