Conferência municipal já tem data marcada

Com o lema: ‘Quem muda a cidade somos nós: Reforma Urbana já!’, os municípios já iniciaram os preparativos para a 5ª Conferência Nacional das Cidades, que em Seropédica está agendada para o dia 23 de março, no Centro de Atenção a Criança e ao Adolescente Paulo Dacorso Filho, entre 8h30 e 16h. O evento será organizado pela Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável em Parceria com o Conselho Municipal da Cidade. “Durante as conferências municipais e estaduais, serão definidas as diretrizes a serem debatidas na Conferência Nacional. O material deve subsidiar os debates da Política Nacional de Desenvolvimento Urbano e as prioridades de atuação do Ministério das Cidades”, diz Wilson Beserra, secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável.

A etapa municipal vai envolver o poder público e segmentos representativos da sociedade civil. Segundo o secretário, é essencial a participação dos membros da sociedade civil desde o início dos trabalhos. Ainda está programada uma etapa estadual, antes da realização da Conferência Nacional. “A Conferência consiste em uma etapa preparatória para a 5ª Conferência Nacional das Cidades, que acontece em novembro de 2013 em Brasília”, destaca Beserra.

Presidente do Conselho da Cidade de Seropédica (Consis), Fausto Fontanet Teixeira destaca a importância da conferência e aproveita para anunciar a realização da próxima reunião do órgão, no dia 26 de fevereiro, às 9h, na câmara municipal. “É o momento de discussão de temas da maior importância, e que devem ser os norteadores do governo municipal para os próximos três anos, com temas como transporte urbano, saneamento, habitação e desenvolvimento.

Debate decisivo, segundo Fontanet

De acordo com Fausto Fontanet o Consis é uma ferramenta muito importante em uma sociedade democrática. “Nós, em Seropédica, ainda não estamos acostumados a nos inteirar e participar da gestão da cidade, mas é o nosso dinheiro e a nossa qualidade de vida que tendem a melhorar ou piorar, de acordo com as decisões e ações do poder público, em todas as esferas. Por isso, é muito importante que sejamos perseverantes em nos reunirmos e participar. Afinal, participando ou não, as coisas acontecem, e quando não opinamos, delegamos a nossa decisão a outro, que pode não se manifestar conforme gostaríamos”, enfatiza.

Entre os temas da conferência, serão debatidos assuntos ligados ao desenvolvimento urbano, mobilidade urbana, desenvolvimento sustentável, trabalho e renda, instrumento e políticas de integração intersetorial e territorial, saúde, educação, meio ambiente e transportes.

 

Fonte: Jornal Atual

Deixe uma resposta