Nada foi feito até agora

No fim do ano passado o RJ-Móvel mostrou os problemas de moradores de dois municípios da Baixada que precisavam se equilibrar em uma ponte caindo aos pedaços. Na época, autoridades prometeram obras.

Quando a equipe de reportagem chegou por lá, no começo da manhã, não havia ninguém trabalhando. Mas há, sim, sinais de obras, como uma montanha de pedras que, provavelmente será usada na fundação da nova ponte, e já há também os buracos que parecem ser para a fundação da estrutura.

Mas a ponte continua do mesmo jeito que foi registrado no ano passado: meio tombada, com os cabos meio soltos. Há ainda um aviso da defesa civil informando que a ponte está interditada e está sujeita a rompimento. A reportagem flagrou ainda se arriscando na travessia.

A rodovia estadual RJ-125 atravessa os municípios de Seropédica e Japeri. Ao longo da estrada, muitos moradores fazem corridas e caminhadas pelo acostamento. O trecho mais perigoso fica nesta ponte sobre o Rio Guandu. Ciclistas usam a pista por onde também passam os carros. A região tem uma bela paisagem, mas os moradores reclamam da falta de áreas de lazer.

“Ainda falta uma ciclovia para a gente andar de bicicleta. Tem lugares que tem muito espaço para se fazer, mas ninguém faz nada”, diz uma moradora.

A prefeitura de Seropédica informou que, no município, há sim vários lugares para a prática de esportes, áreas de lazer como praças e um ciclovia na rodovia RJ-465, que liga o centro de Seropédica à Universidade Rural, e que não há nenhum projeto previsto para a construção de novas áreas de lazer.

Fonte: RJ- Móvel – RJTV em 09 de Janeiro de 2007

Deixe uma resposta