Sessão que votaria a cassação de Martinazzo é adiada

Por falta de quórum, a Câmara Municipal não votou, nesta quinta-feira (12/11/2015), o pedido de cassação do prefeito Alcir Martinazzo. Uma nova sessão extraordinária para julgar o relatório da Comissão Processante que investigou denúncias contra o prefeito foi convocada para sábado (14/11/2015), às 10h.

Relator do processo, o vereador Max Goulart (PCdoB) pediu o adiamento por causa da ausência de Luciano DJ (PCdoB), que estaria doente. Caso o parlamentar não se recupere até sábado, o suplente Josuel Antunes (PRB) deverá ser convocado.

A procuradoria também entendeu que o presidente da Câmara, Waguinho do Emiliano (PRB), não poderia votar, uma vez que assumirá a prefeitura em caso de cassação. Por esse motivo, o suplente dele, Mauro de Brito (PPS), será chamado para a sessão de sábado.

Se o afastamento for aprovado, será a terceira vez desde julho que Martinazzo será destituído do cargo.

 
 
Fonte: Extra on Line

2 comments

Deixe uma resposta