UFRRJ no escuro – “campus no escuro”

Não está nada fácil caminhar pela UFRuralRJ durante a noite. Vários pontos da universidade estão sem nenhuma iluminação pública. Fato que dificulta a visão de ciclistas, pedestres e motoristas que transitam pelo local, além de facilitar a ação de assaltantes.

VÁRIOS TRECHOS da UFRuralRJ estão sem iluminação expondo estudantes, professores e funcionários a tentativas de assaltos. (FOTO BRUNA RODRIGUES)
VÁRIOS TRECHOS da UFRuralRJ estão sem iluminação expondo estudantes, professores e funcionários a tentativas de assaltos. (FOTO BRUNA RODRIGUES)

Segundo o coordenador do Diretório Central de Estudantes (DCE), Gustavo Pereira da Silva, o clima de insegurança afeta o ambiente acadêmico e dificulta a frequência dos alunos às aulas. “Todos os dias estamos recebendo reclamações de roubo,” conta.

O estudante de Engenharia de Materiais, Ramiro Esteves, também contesta a vulnerabilidade dos estudantes a situações de risco. “Não há condições de assistirmos aulas a noite, afinal voltar para casa sem ser roubado tornou-se um desafio,” reclama. O mesmo sentimento é compartilhado pelo aluno de Comunicação Social, Vitor Sena, que teve sua bicicleta roubada em frente ao prédio principal da universidade. “A administração superior precisa tomar medidas urgentes, pois isso não pode continuar acontecendo”, desabafa.

O problema, já denunciado pelo ATUAL, estende-se a ciclovia que, desde o ano passado, não recebe nenhum tipo de manutenção e agora possui um número ainda maior de postes sem luz. Segundo o subprefeito da UFRuralRj, Célio Costa, a falta de iluminação foi causada pelo período de chuvas e as correções serão feitas ainda esta semana. “Sexta-feira a maioria dos pontos de iluminação com defeito estarão concertados”, promete. Porém, ele destaca que a manutenção de alguns trechos ocorrerá em longo prazo. “A manutenção da ciclovia e da estrada do Pavilhão de Aulas Teóricas (PAT) depende da chegada de cabos especiais, já fizemos o pedido e estamos aguardando”, finaliza.

 

Fonte: Jornal Atual

Deixe uma resposta