Dia de campo sobre manejo fitossanitário reúne agricultores familiares na Fazendinha (24/01/2013)

Agricultores vinculados ao Sistema Participativo de Garantia (SPG) da Associação de Agricultores Biológicos do Estado do Rio de Janeiro (Abio) participaram, na manhã do dia 22 de janeiro, de mais um dia de campo na Fazendinha Agroecológica Km 47. O tema foi controle alternativo de pragas e doenças, introduzido pela pesquisadora da Embrapa Agrobiologia Alessandra de Carvalho Silva. A iniciativa foi organizada pelo analista Ilzo Artur Moreira Risso, juntamente com Alessandra, e o objetivo foi apresentar conceitos e alternativas para o manejo fitossanitário de unidades de produção orgânica.

Dia de campo sobre manejo fitossanitário reúne agricultores familiares na Fazendinha
Dia de campo sobre manejo fitossanitário reúne agricultores familiares na Fazendinha

“Em grego, fito significa planta. Ou seja, manejo fitossanitário diz respeito às técnicas que o agricultor pode adotar para deixar a plantação saudável”, explica Alessandra. A pesquisadora falou, entre outras coisas, sobre as vantagens das práticas de consórcio de culturas para o controle de pragas e doenças. Segundo ela, um consórcio bem feito pode controlar, atrair e conservar os inimigos naturais das pragas que prejudicam a produção do agricultor.

Em seguida, o pesquisador da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Estado do Rio de Janeiro (Pesagro-Rio) Luiz Augusto de Aguiar conduziu um compartilhamento de experiências entre os agricultores e pesquisadores. Os agricultores familiares falaram sobre o resultado da aplicação de técnicas alternativas aprendidas na Embrapa e os pesquisadores ressaltaram a importância de eles se planejarem. “É importante fazer o planejamento da produção. E essas informações que a gente está passando podem ajudar os agricultores a montarem o caminho”, afirma a mestranda em Agricultura Orgânica Lúcia Helena Maria de Almeida, que também participou do evento.

O evento foi articulado como parte do projeto Socialização do conhecimento sobre bases tecnológicas na produção orgânica de alimentos junto a grupos de agricultores fluminenses vinculados a Sistemas Participativos de Garantia, uma parceria da Embrapa, da UFRRJ, da Pesagro-Rio e da Abio, liderado pelo pesquisador José Guilherme Guerra e financiado pelo CNPq. O grupo marcou para o dia 5 de fevereiro um segundo dia de campo sobre o mesmo assunto.

Texto e foto: Raomi Pani
Estagiário de Jornalismo
Revisão: Liliane Bello (MTb 01766/GO)
Núcleo de Comunicação Organizacional
Embrapa Agrobiologia

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.